Fisioterapia em pacientes com queimaduras

Antes do processo de cicatrização de uma grande queimadura na pele, já é possível iniciar com a drenagem linfática na pele com bandagem e vaselina. A informação é da Dra. Valéria Couto Calazans Silva, Fisioterapeuta do Centro de Tratamento de Queimados, do Hospital Municipal Souza Aguiar (RJ). Esta é uma importante atuação do profissional de Fisioterapia com especialização em Dermatofuncional. Em pequenas queimaduras, é possível ver a reação local. Apesar da dor e do incômodo, não há tanta intensidade na lesão. Nas queimaduras graves é uma reação intensa e de várias consequências para todo o corpo. 

O paciente queimado aumenta em  200% a sua capacidade metabólica 

A queimadura é provocada somente pelo calor?

É importante entender que a queimadura pode ser provocada por fonte térmica (de calor ou frio). Outra forma é pela eletricidade, por alguns produtos químicos, radiação, etc. 

Quais os objetivos da Fisioterapia no tratamento de pessoas com queimaduras?

  • Reduzir prevenir complicações respiratórias;
  • Reduzir o edema;
  • Melhorar a circulação na região atingida;
  • Estimular a nutrição local;
  • Manter o trofismo muscular;
  • Melhorar circulação;
  • Prevenir trombose venosa profunda e úlcera de pressão 

Estas e outras informações foram apresentadas pela Dra. Valéria Couto Calazans Silva, no Congresso Brasileiro de Fisioterapia, no último sábado. 

Ana Célia Costa

Acadêmica de Fisioterapia

Jornalista (DRT 326)

Dor na lombar e seus fatores de risco

A carga e a insatisfação com o trabalho estão entre os fatores que podem influenciar na dor nas costas, segundo pesquisas científicas apresentadas no Congresso Brasileiro de Fisioterapia no último final de semana. Além disso, os outros fatores são: sedentarismo, problemas de sono, depressão e outros problemas emocionais. 

A lombalgia (dor nas costas) é uma condição que também pode ser tratada com exercícios de Pilates, terapia manual, acupuntura, meditação e/ou yoga.

Exercícios são melhores que o excesso de exames de imagens e remédios analgésicos. 

O que é a lombalgia?

Dor entre costelas e a pele. Essa dor também pode irradiar pelas pernas. 

A dor lombar é o que mais incapacita no Brasil. 

Dados

  • Acomete 500 milhões de pessoas no mundo. 
  • A maioria recupera em 6 semanas.
  • A recorrência  ocorre em 69% dos pacientes ao longo de doze meses.

Segundo pesquisa apresentada por Rodrigo Luiz Carregaro, da Universidade de Brasília (UnB): 

Em Brasília, 57% dos pacientes com dor nas costas são mulheres acima de 57 anos. Elas têm depressão e diabetes. Destas, 60% tomavam analgésicos e 64%, anti-inflamatórios.

Ana Célia Costa

Acadêmica de Fisioterapia

Jornalista (DRT 326)

Ventosaterapia – acupuntura sem agulhas

A Ventosaterapia faz parte da Medicina Tradicional Chinesa. É uma área reconhecida, mas ainda não é regulamentada no Brasil. No Brasil, este estudo é ensinado na faculdade de Fisioterapia. É uma Prática Integrativa e Complementar em Saúde (PICS) do Sistema Único de Saúde (SUS). Sua oferta depende da gestão de cada Executivo Municipal ou Distrital. A “Thérapie par ventouses” foi proibida pelo órgão equivale ao Conselho Federal de Fisioterapia na França. Em 18 de março de 2021, a l’Ordre des Masseurs Kinésithérapeutes proibiu que Fisioterapeutas ofereçam o atendimento de Ventosaterapia por, supostamente, ter sido insuficientemente testada no país ainda.

É importante entender este fluxo: o corpo humano pode ser agredido na área emocional que vai agredir um órgão específico e vai dominar determinado articulação. Isso quer dizer que o ponto onde o profissional de Fisioterapia vai usar ventosas pode não ser exatamente no local da dor, mas onde vai beneficiar a causa do problema. Além da questão emocional, a alimentação e o clima também influenciam em tudo que acontece no corpo humano.

Seguindo a teoria da Medicina Tradicional Chinesa, a Ventosaterapia perpassa pela Fisiologia Energética Zang fu (órgão e víscera):

  • Fogo (coração e intestino delgado)
  • Terra (estômago e baço)
  • Metal (pulmões e intestino grosso)
  • Água (rim e bexiga)
  • Madeira (fígado e vesícula biliar)

Além da Ventosaterapia, estas são as outras áreas de atuação da Medicina Tradicional Chinesa: acupuntura, auriculoterapia, fitoterapia, dietoterapia, eletroacupuntura, laserterapia, massoterapia, reflexologia podal, moxaterapia, Gua sha e Tai Chi.

A Ventosaterapia deve ser aplicada por profissional capacitado. Sem o devido estudo, há o risco de queimaduras e sangramento na pele do paciente.

Ana Célia Costa

Acadêmica de Fisioterapia

Jornalista (DRT 326)