Curso de Pilates concluído. Agora é hora de ofertar AULAS ON-LINE de Pilates

As poses de Pilates são exercícios que ajudam na reabilitação e no fortalecimento dos músculos. São chamadas assim, mas têm fundamento e bases teóricas na área da Saúde. Não são poses aleatórias.

Para quem tem interesse em começar a praticar Pilates no conforto de sua casa ou onde estiver, temos a opção do on-line. No Instagram você encontra alguns vídeos com exercícios do Pilates e suas respectivas recomendações:

A prática do Pilates é excelente para outros objetivos que ultrapassam as fronteiras da questão física. Também é excelente para quem faz tratamento de depressão e ansiedade.

Vamos praticar Pilates!

Ana Célia Costa

Acadêmica de Fisioterapia. Certificada em Pilates .

Jornalista (DRT 326)

Aula gratuitas de Pilates On-line

Começou mais uma nova fase no Presttention! Agora você também vai ter aulas gratuitas de Pilates on-line no Instagram do @Presttention

Esporadicamente, serão publicados vídeos no reels com um exercício de cada vez. Sempre vídeos curtos.

Saiba que há muitos benefícios para quem pratica o Pilates. Exemplos: 

  • Promove o condicionamento físico;
  • Melhora a consciência corporal e o equilíbrio; 
  • Alinhamento postural;
  • Melhora a flexibilidade e o alongamento; 
  • Melhora a vida sexual.

O primeiro exercício é para o fortalecimento do bumbum/pernas. Chama-se Side Kicks.

AQUI você encontra outras matérias sobre Pilates aqui no Presttention.

Ana Célia Costa

Acadêmica de Fisioterapia. Certificada em Pilates .

Jornalista (DRT 326)

Presttention, neste 2023, vai ter a cor VIVA MAGENTA em sua identidade visual.

É uma cor enraizada na natureza, descende da família dos tons vermelhos e vem expressando um novo vigor. Viva Magenta é corajosa e destemida, uma cor pulsante, cuja exuberância impulsiona a celebração, alegria e otimismo, escrevendo assim uma NOVA narrativa. A definição é da Pantone que escolheu o Viva Magenta como a cor do ano de 2023.

Segundo a Diretora Executiva da Pantone Color Institute, Leatrice Eiseman: “PANTONE Viva Magenta foi criado com inspiração no vermelho da cochonilha, um dos corantes mais preciosos do mundo. Ele pertence à família dos corantes naturais, sendo um dos mais fortes e brilhantes que existem no mundo.”

O Presttention te ajuda com informações sobre Saúde e Beauty há um ano de um jeito totalmente diferente. Tem sim esse estilo corajoso e destemido! Saúde não se divulga com tom de derrota! É pra cima e com vigor. É com alegria e otimismo!

O Presttention é formado por: um Portal de Notícias sobre Saúde e Beauty e um E-commerce de beleza.

Aqui é também o espaço onde compartilho os BASTIDORES da vida ACADÊMICA desta FISIOTERAPEUTA em formação. São tantos cursos, palestras, reuniões, meu povo! Haja pesquisa e extensão! Em breve vai ter mais uma novidade aqui.

Ana Célia Costa

Acadêmica de Fisioterapia

Jornalista (DRT 326)

Reabilitação do punho de esportistas

A forma e a função trabalhadas de formas diferentes para tratamento das dores no punho. Esportistas de modalidades que exigem mais dos membros superiores podem sofrer com possíveis lesões na região do punho, principalmente, ulnar e radial.

Um dos testes para se realizar é referente à força nessa região. Para a força das mãos se pode apertar duas vezes de maneira diferente: a primeira fazendo força com o punho e a segunda fazendo uma compressão entre o polegar e os dedos.

São realizados exercícios justamente para essa força ao apertar as mãos. Outros são exercícios para intercalar com a resistência. É importante, sobretudo, ter um plano para todo o tratamento fisioterapêutico do atleta.

Para a avaliação inicial é necessário que o esportista tenha seus exames e encaminhamento para fisioterapia. Algumas recomendações são terapias de fortalecimento duas vezes ao dia durante 5 minutos. Após duas semanas devem ser avaliadas as evoluções ao passo que há diminuição da dor e melhora na força. Ao todo a previsão é de fisioterapia durante o período de 6 semanas com duas idas ao médico para acompanhamento. Essa orientação é uma citação do artigo científico “Evaluation of a Grip-Strengthening Algorithm for the Initial Treatment of Chronic, Nonspecific Wrist Pain in Adolescents”.

Estas e outras orientações foram o destaque do webinar “Mieux comprendre le poignet sportif“. A ação foi realizada pela escola Kinesport, da França. O palestrante foi o fisioterapeuta da equipe de boxe da Grã-Bretanha, Ian Gatt. 

Ana Célia Costa

Acadêmica de Fisioterapia

Jornalista (DRT 326)

Pilates vai além das poses acrobáticas de Instagram

O Pilates é acessível a todos, haja vista que a prática envolve conhecimentos de consciência corporal e concentração. A surpresa para algumas pessoas é descobrir que o método não é pose para Instagram.

Concentração, controle, precisão, fluidez, centralização e respiração. Isso não se aplica com qualidade de uma hora para outra. É preciso treinar com atenção no que se está fazendo. É você e seu corpo. Se você trapacear, será justamente trapacear seu corpo. Se você for honesto consigo mesmo, vai perceber os benefícios da prática.

É um método democrático, visto que todos podem fazer. Isso que dizer que atletas podem fazer? Sim. Adolescentes? Sim. Grávidas? Sim. Idosos? Sim.

Pilates não é só para quem tem recomendação médica. Você pode fazer musculação e também fazer Pilates, pois os objetivos são diferentes. Pode praticar natação e também Pilates. Pode fazer dança de salão e também Pilates. Pode fazer nada e também fazer Pilates. Que incrível!

O objetivo deste artigo não é descrever benefícios da prática apenas. Aqui no Presttention você encontra outras matérias sobre o método. Este é um artigo de opinião da vivência de uma acadêmica de Fisioterapia que concluiu, neste último domingo, o segundo módulo do Curso de Pilates.

Percebi o quanto o método é importante e tem resultados efetivos em pouco tempo da prática. Que mais pessoas podem ter acesso aos seus benefícios. Afinal, qualidade de vida é um direito de toda pessoa. Qualidade para sentar e levantar sem dificuldades, para pegar algum objeto na prateleira, para conseguir amarrar os cabelos sem dor nas articulações, etc.

Ana Célia Costa

Acadêmica de Fisioterapia

Jornalista (DRT 326)

Pesquisa acerca da Fisioterapia Pediátrica na França

Ao contrário do Brasil, a Fisioterapia Pediátrica é uma especialidade reconhecida na França desde 2019 depois de mobilização da categoria dos fisioterapeutas (kinésithérapeutes) desde 2004. Após o início da pandemia de Covid-19, novas abordagens são estudadas na Fisioterapia e isso se aplica também à área da Pediatria.

Desta forma, o trabalho visou fazer uma revisão de literatura acerca da Fisioterapia Pediátrica na França entre 2020 e 2022 por meio da seleção, análise e categorização de artigos científicos.

A comunicação científica na área da Saúde mostrou que é primordial principalmente após o óbito por Covid de mais de 5.376 crianças menores de 5 anos no mundo, segundo a Unicef.

Leia aqui o artigo científico na íntegra.

Ele já foi apresentado no Congresso Científico Concifa e na XI Jornada de Fisioterapia.

Ana Célia Costa

Acadêmica de Fisioterapia

Jornalista (DRT 326)

Fisioterapia – o principal avanço é o olhar para o paciente. É pensar para além do que está nos laudos

Mais de 200 alunos participam da XI Jornada de Fisioterapia da Fametro, em Manaus, Amazonas. O primeiro dia de evento mostrou a importância do acolhimento aos pacientes com suas devidas limitações e a necessidade de avaliação dos pacientes para além do que é apresentado em exames.  O tema do evento é “Reabilitação funcional: das técnicas milenares aos avanços tecnológicos”. 

Ao se falar em avanço é preciso também lembrar que o principal avanço é o olhar para o paciente. É pensar para além do que está nos laudos.  

“A maioria dos pacientes que apresentam a bursite podem ter diagnóstico errado. É preciso fazer teste de força muscular, de movimento e artrocinemático. É importante promover o movimento intra articular e ter o macro movimento. É aí que entram Terapias Manuais como a Quiropraxia, por exemplo “, ressaltou o Dr Alex Matos.

A Fisioterapia vai além do que é apresentado nos exames. É essa análise por meio de testes que irá avaliar a abrangência da patologia. Desta forma, será realizada a devida abordagem fisioterapêutica. 

A percepção da dor também foi um dos temas de palestra da Jornada de Fisioterapia. “A partir de 3 meses de dor o paciente passa da dor aguda para a dor crônica. Que no sistema por mecanismo pode ser: Nociceptiva (de músculo esquelética); Neuropática (de trajeto neural); Nociplástica (de sistema nervoso central)” destacou o Dr Alan Costa. Na ocasião, alunos também se voluntariaram para fazer a demonstração de alguns testes.

Infarto e AVC são as principais causas de hospitalização. Essa temática também esteve entre os temas da Jornada de Fisioterapia, nesta última quinta-feira.

“Na insuficiência cardíaca o menor dos problemas é o paciente conseguir andar. A questão é respiratória. Isso ocorre por causa do edema agudo de pulmão que o paciente sofre infarto. Há água extravasando nos alvéolos. (cardiogênico)” informou o Dr Paulo Sá.

Sinais apresentados pelo paciente: dor torácica, turgência jugular e congestão pulmonar.

O edema agudo de pulmão no contexto de Covid é diferente porque o vírus causa uma lesão no pulmão. O tratamento também será diferente.

Ana Célia Costa

Acadêmica de Fisioterapia

Jornalista (DRT 326)

Ação do Grupo de Fisioterapia Pediátrica em hospital referência de tratamento do câncer na Amazônia Ocidental

Quinze crianças participaram da ação do Grupo de Pesquisa em Fisioterapia Pediátrica (GEFIPE) na Fundação Centro de Controle de Oncologia do Estado do Amazonas (FCECON), nesta sexta-feira. Os acadêmicos de Fisioterapia fizeram parte da programação da festa de semana das crianças.

Além da presença dos acadêmicos usando fantasias, também foi feita distribuição de brindes. Houve música e dança de alguns pacientes. Também foi realizada pintura no rosto. Foram diversos corações, estrelas, casinhas, flores, etc.

Hospital

A unidade hospitalar foi fundada em 1974. É uma Fundação Centro de Controle de Oncologia desde 1989. Possui diversas especialidades médicas e os principais tratamentos oncológicos. É uma referência no diagnóstico e tratamento do câncer em toda a Amazônia Ocidental. 

O GEFIPE é um projeto de Extensão da Fametro. Foi criado há 1 ano e, atualmente, possui 24 integrantes.

Ana Célia Costa

Acadêmica de Fisioterapia

Jornalista (DRT 326)

Avanços da Fisioterapia do Amazonas em pauta

ATUALIZADO EM 26/10

A região Amazônica também é, popularmente, conhecida como o pulmão do mundo. Entretanto, foi justamente por questões respiratórias que a localidade teve destaque negativo no noticiário mundial. O auge da pandemia teve consequências marcantes especialmente para o povo amazonense e a base principal de reabilitação da população foi a Fisioterapia.

Qual o aprendizado disso? Quais os avanços científicos da área da Fisioterapia? Todas as respostas disso são importantes para os cidadãos, haja vista a sua importância para a Saúde Pública.

Visando apresentar novas pesquisas e debates sobre isso será realizada a XI Jornada de Fisioterapia da Fametro nos dias 10 e 11 de novembro, em Manaus (Amazonas). O público-alvo são acadêmicos de Fisioterapia de todas as instituições e outros profissionais da área da Saúde.

Dos 34.636.731 casos de Covid no Brasil, 615.762 foram no Amazonas, segundo dados do Consórcio de Imprensa até o momento da produção desta matéria. Devido aos casos de internação e aos de Covid longa, muitos pacientes tiveram que fazer Fisioterapia Respiratória, além de outras especialidades. O resultado disso são pesquisas e novas abordagens na atuação do profissional.

Constam na programação do evento as seguintes atividades: apresentação de pesquisas científicas dos acadêmicos, palestras e cursos. Haverá premiação para os melhores trabalhos acadêmicos (categoria exposição em banner e categoria apresentação oral).

A divulgação das informações da Jornada também está sendo realizada em outros idiomas (Inglês, Francês e Espanhol) nas redes do curso. O objetivo é aprimorar a propagação da informação científica produzida pela Fisioterapia no Amazonas, haja vista que o enfrentamento da Covid na região teve reverberação internacional.

“Essa Jornada tem esse propósito: o que nós éramos e o que nos tornamos”, ressaltou a Dra. Bárbara Bahia, coordenadora do curso de Fisioterapia da Fametro.

Números:

No Brasil há 278.708 fisioterapeutas. Destes, 3.185 estão no Amazonas. As informações são do “Levantamento georreferenciado de fisioterapeutas no Brasil” feito por profissionais da Associação de Gestão, Inovação e Resultados em Saúde e Universidade Estadual de Goiás, em dezembro de 2020.

Serviço:

A XI Jornada de Fisioterapia será realizada na Fametro ( unidade 2 e 5), localizada à Avenida Constantino Nery, 1937.
As informações sobre a programação de palestras e cursos podem ser consultadas no Instagram do curso: @fisioterapia.fametro.

Veja aqui o detalhamento da programação:

@presttention Jornada de #Fisioterapia, nos dias 10 e 11 de novembro, na Fametro (Manaus/AM). Acadêmicos da área da Saúde de outras instituições podem se inscrever. #kinesitherapie #kinesitherapiedusport #Fisioterapeutas #Fisio #FisioterapiaAmazonas #FisioterapiaManaus #EnfermagemManaus #MedicinaManaus #OdontologiaManaus #NutriçãoManaus #BiomedicinaManaus #SaúdePública #SaúdeColetiva #Manaus #Amazonas ♬ som original – Saúde & Beauty | PRESTTENTION

Ana Célia Costa

Acadêmica de Fisioterapia

Jornalista (DRT 326)

Bioquímica da beleza: o ácido retinóico

Embora o ácido retinóico seja mais conhecido pelas questões estéticas (no tratamento de acne, estrias, etc), sua função no organismo vai bem além disso.

A vitamina A (ou retinol) possui várias formas. Funciona como hormônio e pigmento fotossensível aos olhos. É importante destacar que o betacaroteno presente em alguns vegetais pode ser convertido em vitamina A. Exemplos:

  • cenoura;
  • beterraba;
  • acerola;
  • milho;
  • abóbora e
  • pimentão, etc.

Mas o que o ácido retinóico regula?

A expressão gênica no desenvolvimento da nossa pele (que faz parte do tecido epitelial).

Segundo informações da pesquisa ” Vitamin A and the eye: an old tale for modern times”:

“As apresentações clínicas associadas à deficiência de vitamina A persistem em regiões pobres ao redor do mundo com os mesmos achados clínicos descritos há séculos. No entanto, novas formas de problemas causados pela vitamina A afetam os olhos, estão associados com os hábitos da sociedade moderna e tem causado preocupação. Eles exigem a atenção dos oftalmologistas, pediatras, internistas, dermatologistas e nutricionistas, devido à sua gravidade e diversidade de causas. Uma vez que os olhos e seus anexos são órgãos muito sensíveis à deficiência e excesso de vitamina A, manifestações oculares podem ser indicadores precoces do desequilíbrio de vitamina A. Essa revisão também traz evidências sobre a relação entre a terapia com ácido retinóico e doença do olho seco.”

Ana Célia Costa

Acadêmica de Fisioterapia

Jornalista (DRT 326)