Pesquisa aponta a existência de vírus em amígdalas de pacientes totalmente assintomáticos e a permanência por tempo indeterminado

A análise de tecido de 48 crianças, que fizeram cirurgia para retirar amígdalas no Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto, mostrou a presença de diversos tipos de vírus. A maioria desses pacientes tinha histórico de rinite ou asma. Entretanto, todos eram totalmente assintomáticos para as patologias desencadeadas pelos vírus detectados.

Na pesquisa, houve o registro de 25% de casos de Covid 19 em crianças. Nenhuma era vacinada. Todas assintomáticas. O vírus permanece nas amídalas por tempo indeterminado.

Essa pesquisa é intitulada de: “SARS COV-2 Lymphoid Infection: Productive infection in PBMC and silent infection in human tonsils”. Foi apresentada pelo pós-doutorando  no Centro de Pesquisa em Virologia da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto, Ronaldo Martins. 

O 7th International Symposium on Immunology and Hematology é um evento que transcende para várias áreas além da Saúde, haja vista que depois do início da pandemia de Covid 19 foi possível ver a importância das pesquisas para a população. Sua realização é na capital do Amazonas, Manaus, até o dia 2 de dezembro de 2022. A organização é uma parceria entre a Universidade Federal do Amazonas (Ufam) e Universidade do Estado do Amazonas (UEA).

Ana Célia Costa

Acadêmica de Fisioterapia

Jornalista (DRT 326)

Pesquisa acerca da Fisioterapia Pediátrica na França

Ao contrário do Brasil, a Fisioterapia Pediátrica é uma especialidade reconhecida na França desde 2019 depois de mobilização da categoria dos fisioterapeutas (kinésithérapeutes) desde 2004. Após o início da pandemia de Covid-19, novas abordagens são estudadas na Fisioterapia e isso se aplica também à área da Pediatria.

Desta forma, o trabalho visou fazer uma revisão de literatura acerca da Fisioterapia Pediátrica na França entre 2020 e 2022 por meio da seleção, análise e categorização de artigos científicos.

A comunicação científica na área da Saúde mostrou que é primordial principalmente após o óbito por Covid de mais de 5.376 crianças menores de 5 anos no mundo, segundo a Unicef.

Leia aqui o artigo científico na íntegra.

Ele já foi apresentado no Congresso Científico Concifa e na XI Jornada de Fisioterapia.

Ana Célia Costa

Acadêmica de Fisioterapia

Jornalista (DRT 326)