Recuperar é o principal verbo da nova Ministra da Saúde, Nísia Trindade

O Programa Nacional de Imunizações (PNI) vai completar 50 anos sem atingir as atuais metas de vacinação para diversas faixas etárias. Na última campanha contra a poliomielite, apenas 60% das crianças foram imunizadas. Segundo o Consórcio de Imprensa, apenas 49,89% tomou a dose de reforço contra a Covid. Neste cenário, é indicada a nova ministra da Saúde do Governo eleito, Nísia Trindade. Ela avisou que um dos objetivos é recuperar o PNI e começar com uma grande campanha envolvendo áreas para além da saúde. Neste caso, ela cita um esforço em conjunto com as escolas, por exemplo.

“O desafio é recuperar a capacidade de coordenação do Ministério da Saúde em todas as políticas de saúde, Vamos ter o desafio de recuperar as coberturas em todas as vacinas e recuperar a Farmácia Popular na atenção de qualidade para nossa população. No inicio do ano, vamos anunciar nossas metas e fortalecer o PNI. Pensar a imunização como um esforço nacional que vai passar pela Saúde, pelas escolas. Vamos ter meta de vacinação em todas as faixas etárias. Um esforço que vai além da saúde”, informou Nísia Trindade.

Durante o período da pandemia de Covid 19, houve suspensão de diversas cirurgias eletivas e, por isso, o aumento da fila de pacientes. “A prioridade é usar todo o potencial do SUS, tantos os serviços próprios como também os hospitais filantrópicos/privados que respondem 50% das internações do SUS. É dar transparência ao processo. Claro que pensamos em mutirões em áreas de vazios assistenciais”, ressaltou a nova ministra.

Nísia Trindade foi indicada após os 34 dias de trabalho do Gabinete de Transição Governamental, coordenado pelo vice-presidente eleito, Geraldo Alckmin. Ela é presidenta da Fiocruz desde 2017 e socióloga. É professora da Casa de Oswaldo Cruz e do Instituto Universitário de Pesquisas do Rio de Janeiro (IESP-UERJ).

Ana Célia Costa

Acadêmica de Fisioterapia

Jornalista (DRT 326)

Beauty: Agradecimento aos clientes do E-commerce Presttention

O ano de 2022 foi de gratidão por todas 3.390 conexões feitas com quem conheceu o E-commerce Presttention. A ideia da marca nasceu em outubro de 2021, durante uma viagem de estudos de Francês em Paris decidi que a marca do e-commerce teria nome em homenagem ao meu primeiro projeto na Internet. Assim nasceu o Presttention (com leve sotaque Francês, mas com força incrivelmente brasileira).

Embora o E-commerce fique no marketplace da Shopee, ele faz parte da empresa Presttention, que também tem este Portal de Notícias sobre Saúde e Beauty. O foco principal desse setor do Presttention é a Saúde Capilar.

DADOS

Foram 3.390 clientes que conheceram os produtos com foco na Saúde Capilar

A maioria são crespas e onduladas, haja vista que suas demandas de produtos foram para essas curvaturas de cabelo.

Os principais estados de onde estão localizados nossos clientes são, respectivamente: São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Bahia, Pernambuco, Distrito Federal, Santa Catarina e Paraná.

Em 2023, teremos muitas novidades!

Quem conheceu o Presttention pelo marketplace do E-commerce também teve a possibilidade de conhecer este Portal de Notícias sobre Saúde e suas redes sociais também. Sejam todos bem-vindos!

Presttention!

Qual é a pronúncia? “PRESTÂNCION”

Ana Célia Costa

Acadêmica de Fisioterapia

Jornalista (DRT 326)

Benefícios da meditação tailandesa

A concentração e a sensação de paz são os principais benefícios da prática, que inclusive faz parte de um programa do Sistema Único de Saúde (SUS) no Brasil. Em outra realidade, bem perto do Grand Palace, na região central da capital da Tailândia, é possível ter aulas gratuitas de Meditação. O Vipassana Meditation Centre fica dentro do Wat Mahathat Yuwaratrangsarit, que é um templo budista em Bangkok. Inclusive é um dos dez templos reais da classe mais alta.

Embora esteja cercado dessas referências da realeza asiática, as aulas de Meditação nesse local são gratuitas. Há aulas em Tailandês para a população local e aulas em Inglês para os estrangeiros. A jornalista aqui que vos escreve participou deste curso em 2017.

Quais as recomendações?

Para participar do curso de Meditação é preciso estar disposto a passar três horas em silêncio uma sala com poucas pessoas. Embora vá ficar em silêncio, isso não significa que vá ficar sem fazer nada. É na sequência de exercícios e na força dos pensamentos que a Meditação realmente vai fazer efeito depois.

Nos primeiros minutos após iniciar o curso, há a sensação normal de estranheza. A pessoa que faz a mentoria não fala nada e a única orientação inicial é sobre a posição de ficar sentada em silêncio. Atenção para a posição dos pés. Nunca se pode ficar com os pés em direção à imagem de Buddha.

Particularmente, uma das mentoras no local me disse que nós, ocidentais, seguimos totalmente a cultura norte-americana da rapidez e que isso não é bom. Que ser rápido não faz bem para nossa essência e que ali muitos buscavam diminuir o ritmo para voltar a se reconhecer. Foi uma experiência inesquecível!

A meditação, segundo seus orientadores, ajuda com o processo de conhecimento do nosso propósito e sobre o porquê dos sofrimentos. Segundo o curso:

“O Buddha é o nome dado ao sábio indiano Gotama. Ele que descobriu e proclamou a Lei da Libertação, que no Ocidente ficou conhecida como Budismo. O Dhamma é o ensinamento da libertação na sua totalidade. Estes são alguns dos seus preceitos:

1- Abster-se de matar seres vivos;

2- Abster-se de tomar coisas não dadas;

3- Abster-se de conduta sexual imprópria;

4- Abster-se de fala falsa;

5- Abster-se de bebidas intoxicantes e drogas”

A prática da Meditação é pacífica e não é perturbadora. Com ela, há melhora da concentração, da consciência e da noção da própria felicidade. É importante ressaltar que a prática da Meditação não significa ser Budista.

“Meditar é perceber, em seu interior, a imperturbabilidade da essência da mente”

A Meditação é reconhecida como uma das práticas integrativas do SUS. Seus exercícios ajudam nos casos de depressão, ansiedade e outras patologias. Também é aplicada em hospitais da rede privada.

Ana Célia Costa

Acadêmica de Fisioterapia

Jornalista (DRT 326)

Reabilitação do punho de esportistas

A forma e a função trabalhadas de formas diferentes para tratamento das dores no punho. Esportistas de modalidades que exigem mais dos membros superiores podem sofrer com possíveis lesões na região do punho, principalmente, ulnar e radial.

Um dos testes para se realizar é referente à força nessa região. Para a força das mãos se pode apertar duas vezes de maneira diferente: a primeira fazendo força com o punho e a segunda fazendo uma compressão entre o polegar e os dedos.

São realizados exercícios justamente para essa força ao apertar as mãos. Outros são exercícios para intercalar com a resistência. É importante, sobretudo, ter um plano para todo o tratamento fisioterapêutico do atleta.

Para a avaliação inicial é necessário que o esportista tenha seus exames e encaminhamento para fisioterapia. Algumas recomendações são terapias de fortalecimento duas vezes ao dia durante 5 minutos. Após duas semanas devem ser avaliadas as evoluções ao passo que há diminuição da dor e melhora na força. Ao todo a previsão é de fisioterapia durante o período de 6 semanas com duas idas ao médico para acompanhamento. Essa orientação é uma citação do artigo científico “Evaluation of a Grip-Strengthening Algorithm for the Initial Treatment of Chronic, Nonspecific Wrist Pain in Adolescents”.

Estas e outras orientações foram o destaque do webinar “Mieux comprendre le poignet sportif“. A ação foi realizada pela escola Kinesport, da França. O palestrante foi o fisioterapeuta da equipe de boxe da Grã-Bretanha, Ian Gatt. 

Ana Célia Costa

Acadêmica de Fisioterapia

Jornalista (DRT 326)

Pesquisa aponta a existência de vírus em amígdalas de pacientes totalmente assintomáticos e a permanência por tempo indeterminado

A análise de tecido de 48 crianças, que fizeram cirurgia para retirar amígdalas no Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto, mostrou a presença de diversos tipos de vírus. A maioria desses pacientes tinha histórico de rinite ou asma. Entretanto, todos eram totalmente assintomáticos para as patologias desencadeadas pelos vírus detectados.

Na pesquisa, houve o registro de 25% de casos de Covid 19 em crianças. Nenhuma era vacinada. Todas assintomáticas. O vírus permanece nas amídalas por tempo indeterminado.

Essa pesquisa é intitulada de: “SARS COV-2 Lymphoid Infection: Productive infection in PBMC and silent infection in human tonsils”. Foi apresentada pelo pós-doutorando  no Centro de Pesquisa em Virologia da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto, Ronaldo Martins. 

O 7th International Symposium on Immunology and Hematology é um evento que transcende para várias áreas além da Saúde, haja vista que depois do início da pandemia de Covid 19 foi possível ver a importância das pesquisas para a população. Sua realização é na capital do Amazonas, Manaus, até o dia 2 de dezembro de 2022. A organização é uma parceria entre a Universidade Federal do Amazonas (Ufam) e Universidade do Estado do Amazonas (UEA).

Ana Célia Costa

Acadêmica de Fisioterapia

Jornalista (DRT 326)

E-commerce Presttention: última campanha de 2022

O cuidado transforma. Isso vale para ações consigo mesmo e para com os outros. O propósito do E-commerce Presttention é de contribuir com o cuidado da saúde capilar, que é algo muito além do que é popularmente conhecido como tratamento capilar. A Estética é uma área da Saúde e com essa devida seriedade que devem ser tratados os cabelos. Isso vale para crespos, cacheados, ondulados ou lisos.

Para fechar o ano de 2022 com chave de ouro, a plataforma do E-commerce, que faz parte do Portal Presttention, faz sua mega última campanha do ano até 23 de dezembro. Aproveite! São incríveis produtos da Kamaleão Color, Apse Cosmetics, Widi Care, além de acessórios de cetim.

ACESSE O E-COMMERCE PRESTTENTION AQUI

Presttention!

O Presttention é uma empresa composta por um Portal de notícias sobre Saúde e Beleza. Também possui um e-commerce de beleza. A criadora é a Jornalista Ana Célia Costa (DRT 326), que também é acadêmica de Fisioterapia e de Estética.

Estética: clareamento íntimo

Embora o procedimento ainda necessite de mais pesquisas científicas, o clareamento íntimo já é um dos destaques estéticos dos últimos meses, no Brasil. A principal reclamação de algumas mulheres é referente ao escurecimento das áreas íntimas. Isso pode ocorrer por causa da depilação e de outros tipos de atrito na pele. Exemplo: o uso de calça jeans apertada. Outros motivos pode ser o laser ou a gravidez. A menopausa também pode interferir na coloração.

Quais áreas podem ser clareadas?
Vulva (lábios externos), virilha, área interna das coxas, perianal (ânus e períneo) e axilas.

O procedimento tem mais etapas?

Além do clareamento em clínica de Estética, também é recomendado continuar com tratamento com dermocosméticos em casa.

Ana Célia Costa

Acadêmica de Fisioterapia e de Estética

Jornalista (DRT 326)

Pilates vai além das poses acrobáticas de Instagram

O Pilates é acessível a todos, haja vista que a prática envolve conhecimentos de consciência corporal e concentração. A surpresa para algumas pessoas é descobrir que o método não é pose para Instagram.

Concentração, controle, precisão, fluidez, centralização e respiração. Isso não se aplica com qualidade de uma hora para outra. É preciso treinar com atenção no que se está fazendo. É você e seu corpo. Se você trapacear, será justamente trapacear seu corpo. Se você for honesto consigo mesmo, vai perceber os benefícios da prática.

É um método democrático, visto que todos podem fazer. Isso que dizer que atletas podem fazer? Sim. Adolescentes? Sim. Grávidas? Sim. Idosos? Sim.

Pilates não é só para quem tem recomendação médica. Você pode fazer musculação e também fazer Pilates, pois os objetivos são diferentes. Pode praticar natação e também Pilates. Pode fazer dança de salão e também Pilates. Pode fazer nada e também fazer Pilates. Que incrível!

O objetivo deste artigo não é descrever benefícios da prática apenas. Aqui no Presttention você encontra outras matérias sobre o método. Este é um artigo de opinião da vivência de uma acadêmica de Fisioterapia que concluiu, neste último domingo, o segundo módulo do Curso de Pilates.

Percebi o quanto o método é importante e tem resultados efetivos em pouco tempo da prática. Que mais pessoas podem ter acesso aos seus benefícios. Afinal, qualidade de vida é um direito de toda pessoa. Qualidade para sentar e levantar sem dificuldades, para pegar algum objeto na prateleira, para conseguir amarrar os cabelos sem dor nas articulações, etc.

Ana Célia Costa

Acadêmica de Fisioterapia

Jornalista (DRT 326)

Sorteio de 1kg do Creme Infusão Acidificante da Widi Care e livro sobre Redes Sociais

O Portal Presttention completa 1 ano neste mês de novembro. Quem ganha o presente? Isso mesmo. Você.

PRESENTES:
1kg do Creme Infusão 2.0 Acidificante Controle de PH da Widi Care.
Um exemplar do Livro “Redes Sociais – Anatomia do Conteúdo” para quem quer ser Influencer.

Para participar acesse o Instagram do Presttention e siga todas as regras:

O sorteio será realizado no dia 10/12 (sábado) no Instagram do Portal.

O Presttention é composto por um Portal de notícias sobre Saúde e Beauty. Também tem um E-commerce de beleza vegano. Tanto em uma área quanto em outra o foco é no bem-estar!

Boa sorte!

Pesquisa acerca da Fisioterapia Pediátrica na França

Ao contrário do Brasil, a Fisioterapia Pediátrica é uma especialidade reconhecida na França desde 2019 depois de mobilização da categoria dos fisioterapeutas (kinésithérapeutes) desde 2004. Após o início da pandemia de Covid-19, novas abordagens são estudadas na Fisioterapia e isso se aplica também à área da Pediatria.

Desta forma, o trabalho visou fazer uma revisão de literatura acerca da Fisioterapia Pediátrica na França entre 2020 e 2022 por meio da seleção, análise e categorização de artigos científicos.

A comunicação científica na área da Saúde mostrou que é primordial principalmente após o óbito por Covid de mais de 5.376 crianças menores de 5 anos no mundo, segundo a Unicef.

Leia aqui o artigo científico na íntegra.

Ele já foi apresentado no Congresso Científico Concifa e na XI Jornada de Fisioterapia.

Ana Célia Costa

Acadêmica de Fisioterapia

Jornalista (DRT 326)