O pente de ferro quente foi o primeiro tipo de alisamento na história. E quais são os atuais?

O pente de ferro quente foi o primeiro tipo de alisamento na história. E quais são os atuais?

Progressiva, realinhamento, botox capilar, “soltura dos cachos”, etc. Tudo isso é a mesma coisa: alisamento.

Vamos citar algumas informações sobre a estrutura capilar. Temos de cinco a doze cutículas no cabelo. O que dá forma a ele são as ligações dissulfídicas. Essas ligações só são quebradas por processo químico.

Um processo natural não consegue quebrar. Isso quer dizer que não há escova “progressiva natural”. Se é natural, não irá alisar o cabelo.

Esta matéria é sobre estética ou química? A química está em tudo. As ligações de hidrogênio são responsáveis pela flexibilidade do cabelo.

História

  • O pente de ferro quente foi o primeiro tipo de alisamento na história. Hoje em dia, chapinha e escova também fazem alisamento porque é o mesmo processo.
  • O hidróxido de sódio foi a primeira de todas as escolas de alisamento. Neste processo é permitido fazer coloração nos cabelos.
  • O tioglicolato de amônia é um ativo químico da família dos tioglicólicos que muda a textura capilar. Desta forma, promove o alisamento, permanente ou relaxamento do cabelo. Neste processo também é permitido fazer coloração nos cabelos.
  • A guanidina é outra substância cuja função é modificar a estrutura do cabelo. Esse processo surgiu no Brasil em 1999. Ao fazer o alisamento com guanidina não é permitido fazer coloração.

É importante conhecer o processo antes de submeter a qualquer mudança. Procure profissionais capacitados para fazer a devida análise capilar: dermatologistas, esteticistas, etc. Saiba qual produto estão aplicando em seu cabelo e se é liberado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Presttention!

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.