Monitoramento de Redes Sociais sobre Automedicação

Monitoramento de Redes Sociais sobre Automedicação

O índice de pessoas favoráveis à automedicação foi de 61%, de acordo com análise de dados. De 15 a 20 abril, fiz o Monitoramento de Redes Sociais sobre Automedicação. Esse foi um trabalho que eu fiz para uma disciplina da faculdade de Fisioterapia.

A metodologia usada foi fazer a coleta, análise e exportação dos dados via software Buzzmonitor. A rede social escolhida foi o Twitter. Foram 205 publicações analisadas visando entender quem era a favor ou contra a automedicação.

O público que comentou sobre o tema foi organizado nas categorias: cidadão, profissionais da saúde e imprensa. Destes dados analisados, 61% foram favoráveis à automedicação.

Além disso, 58% do público que comentou sobre o assunto era do gênero feminino e 42% masculino.

Os remédios mais citados foram: dipirona e corticoide.

Ana Célia Costa

Acadêmica da faculdade de Fisioterapia

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.